O Mundo Perdido - Michael Chrichton



Nº de Páginas: 488
Autor: Michael Chrichton
Editora: Aleph
Publicado em: 2016
Skoob: Adicione
GoodReads: Adicione
Compre: Amazon Br
O que te faz pensar que os seres humanos são autoconscientes e lúcidos? Não existe evidência disso. Seres humanos nunca pensam por si mesmos, acham isso desconfortável demais. Em sua maioria, os membros de nossa espécie apenas repetem o que lhes dizem - e ficam aborrecidos se são expostos a algum ponto de vista diferente."
  O Mundo Perdido se passa seis anos depois dos eventos narrados em Jurassic Park e eu fui novamente surpreendida pela narrativa maravilhosa de Chrichton e em como os livros são tão mais focados na parte cientifica de toda a tecnologia que conseguiu trazer os dinossauros de volta à vida.


  Animais não identificados começam a chamar atenção na Costa Rica e o cientista Levine logo vê uma oportunidade de ouro de estudar os dinossauros criados por John Hammond. É então que ele monta uma equipe para "observar" esses animais e descobrir se suas suspeitas de que estes animais se desenvolveram por conta própria ou não.

  Mesmo depois de seis anos em que a ambição humana pelo controle da natureza se mostrou uma receita perfeita para o desastre temos novamente pessoas querendo fotografar, admirar e se apossar de seres vivos que são muito mais fortes e espertos que eles. 


  Chrichton conseguiu se superar ainda mais em O Mundo Perdido, onde os dinossauros já não vivem mais em gaiolas ou campos controlados por cercas elétricas e que poderiam ter um minimo de segurança para os personagens, agora eles estão livres e se adaptando à nova realidade do ambiente. Os personagens que estavam lá apenas para observá-los se veem em meio a uma corrida pela sobrevivência.

  A narrativa continua sendo maravilhosa, onde cada diálogo e descrição de cenários são importantes para a mensagem ou crítica que o autor quer fazer. E as criticas sociais e éticas servem para refletirmos na atualidade, já que o livro foi originalmente publicado em 1995 (23 anos atrás), sobre o quanto estamos conseguindo evoluir e o que precisamos melhorar ainda.

  Questões como a ambição dos cientistas em querer controlar tudo e não pensar nas consequências do que criam e até mesmo o feminismo são trazidas pelo autor de uma forma genial, já que nos surpreendemos e ficamos revoltados com algumas cenas do livro que envolvem as mesmas.


  E isso me leva aos personagens, Ian Malcolm se provou mais uma vez ser um personagem muito inteligente e corajoso, mesmo em situações terríveis ele consegue analisar e seu respeito pela vida e o caos que nela se instala é maravilhosa. Ele é um dos meus personagens favoritos com certeza. Mas preciso citar aqui uma personagem que conquistou meu coração do começo ao fim: Sara. Ela é uma bióloga que passa maus bocados durante a trama e tem que fazer de tudo para conseguir sobreviver, inclusive provar para seus companheiros que é tão capaz se não mais quanto qualquer um ali de cuidar de si mesma. 

  Concluindo, eu amei tanto O Mundo Perdido quanto Jurassic Park e não sei dizer qual dos dois é o meu favorito. Quero todos os livros do autor na minha estante porque sem dúvidas ele é um dos meus favoritos da vida. Falando nisso, a editora Arqueiro lançou esse ano outro livro do autor chamado Dentes de Dragão que eu estou louca para ler.

Sobre o autor:


Michael Crichton foi um escritor, produtor de filmes e de televisão estadunidense. Seus trabalhos mais conhecidos são novelas de ficção científica, dentre os quais, sua obra mais conhecida, Parque dos Dinossauros, adaptado para o cinema por Steven Spielberg com o título Jurassic Park, e a série de televisão ER.
Crichton também dirigiu e/ou produziu vários filmes e programas de televisão. Entre outros, Crichton dirigiu o filme Coma, adaptado de uma novela de Robin Cook.
Seu gênero literário pode ser descrito como techno-thriller, que é, geralmente, a união de ação e de detalhes técnicos. Muitas das suas novelas têm termos médicos ou científicos, refletindo seu treino médico e científico — Crichton era formado em medicina pela Harvard Medical School.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Quem é a Livromaníaca?

Meu nome é Tielle, 27 anos, aquariana com ascendente em Gêmeos, amante dos livros e apaixonada por séries e filmes. Tenho minhas fases e dá para acompanhar minhas mudanças pelos anos que passei escrevendo para esse blog. Se não quiser perder mais nada continue comigo nessa jornada.

Facebook

Caixa de Busca

Facebook

últimas resenhas

Youtube


Categorias

Editoras Parceiras

Destaque

[TAG] 50% de 2019

Vários booktubers já responderam essa tag de meio de ano e fiquei muito animada para trazer ela aqui para o blog também. Essa tag con...

Filmes e Seriados

Newsletter

últimas análises

Instagram

Autores parceiros

Posts Populares

Arquivos

Link-me


Copyright

As postagens e fotos feitas aqui no Livromaníaca são de uso exclusivo desse blog. Caso seja postado alguma foto ou informação que não seja de minha autoria será devidamente sinalizado. Não copie nada sem a permissão da autora, lembrem-se que plágio é crime federal.

Estatisticas do blog

No ar desde: Set/2009
Feito por: Tielle Soares
Melhor visualização: Google Chrome
Tecnologia do Blogger.