[crítica] Divergente


Em uma Chicago destruída a população é dividida em facções, cada um sabe qual é sua aptidão e se reúne com aqueles que são semelhantes, recebem trabalhos que condizem com sua personalidade e assim a sociedade progride. Mas e se a pessoa sente que não se encaixa em apenas uma facção? E se ela parece não se encaixar em nenhuma?

É assim que Beatrice Prior se sente pouco antes de fazer seu teste de aptidão, como uma pessoa fora da caixa, um peixe fora da água. E quando seu teste confirma seus medos ela percebe que corre perigo e precisa se decidir sozinha para qual facção ela gostaria de ir.



As facções são: Abnegação, que são os responsáveis pelo governo já que são altruístas; Amizade, que são considerados pessoas amistosas e felizes, são os fazendeiros da sociedade; Erudição, são os estudiosos, cientistas que prezam acima de tudo o conhecimento; Franqueza, são o sistema judiciário por serem conhecidos por serem sempre sinceros e diretos; e finalmente, temos a Audácia, facção que reúne os guerreiros, aqueles que parecem não temer nada nem ninguém, são responsáveis pela segurança de todos.

Beatrice sempre admirou os integrantes da Audácia, sempre desejou poder correr pela cidade, escalar prédios por diversão e não ter que ficar sempre ajudando as pessoas ou receber zombarias por ter nascido na facção da Abnegação. Portanto, não foi nenhuma surpresa para nós que ela tenha escolhido seguir seu sonho.


Quando chega em sua nova casa ela percebe que nem tudo é o que parece. Precisa lutar para conseguir se adaptar a nova rotina de treinamento e se manter dentro da Audácia, ou então ela seria jogada para viver com os sem-facção, o grupo de pessoas que se assemelham aos mendigos da nossa sociedade.

Mas como se já não tivesse coisas o bastante para se preocupar, Tris também percebe que um golpe está sendo planejado contra sua antiga facção e parece que sua aptidão para mais de uma é considerada perigosa para sua sociedade. Pessoas como ela são caçadas e chamadas de divergentes, é preciso ter cuidado para não acabar sendo apagada por aqueles que deveriam protegê-la.


Divergente é a adaptação da série de mesmo nome escrita por Veronica Roth e publicada no Brasil pela editora Rocco. O filme é bem fiel ao livro e me agradou muito, principalmente pela atuação da Shailene Woodley como a protagonista Tris, todo o sofrimento e determinação da personagem foi mostrada nas telonas.

A trilha sonora também me encantou e me fez virar fã da cantora Ellie Goulding com as músicas Beating Heart e Hanging on. O romance também me agradou, foi surgindo aos poucos mesmo que a atração física tenha ficado clara na primeira cena do casal.


Concluindo, eu adoro esse primeiro filme da série e gosto de rever e sentir todas as emoções que a história causa em mim. Tris é uma inspiração de coragem e determinação, duas qualidades que busco alcançar.

E vocês gostaram dessa adaptação? Já leram a saga completa ou assim como eu abandonaram o último por conta de spoilers? Comentem.

Ficha Técnica

Título original: Divergent
Duração: 2h19min
Diretor: Neil Burger
Roteiro: adaptado dos livros de Veronica Roth
Elenco Principal: Shailene Woodley (Beatrice Prior - Trist); Theo James (Tobias - Quatro); Miles Teller (Peter); Ansel Elgort (Caleb Prior); Zoë Kravitz (Christina).
Data de Lançamento: 17 de abril de 2014

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Quem é a Livromaníaca?

Meu nome é Tielle, 27 anos, aquariana com ascendente em Gêmeos, amante dos livros e apaixonada por séries e filmes. Tenho minhas fases e dá para acompanhar minhas mudanças pelos anos que passei escrevendo para esse blog. Se não quiser perder mais nada continue comigo nessa jornada.

Facebook

Caixa de Busca

Facebook

últimas resenhas

Youtube


Categorias

Editoras Parceiras

Destaque

[TAG] 50% de 2019

Vários booktubers já responderam essa tag de meio de ano e fiquei muito animada para trazer ela aqui para o blog também. Essa tag con...

Filmes e Seriados

Newsletter

últimas análises

Instagram

Autores parceiros

Posts Populares

Arquivos

Link-me


Copyright

As postagens e fotos feitas aqui no Livromaníaca são de uso exclusivo desse blog. Caso seja postado alguma foto ou informação que não seja de minha autoria será devidamente sinalizado. Não copie nada sem a permissão da autora, lembrem-se que plágio é crime federal.

Estatisticas do blog

No ar desde: Set/2009
Feito por: Tielle Soares
Melhor visualização: Google Chrome
Tecnologia do Blogger.