As Feiticeiras de East End por Melissa de la Cruz



Desde o lançamento do livro no exterior eu me sentia curiosa quanto à leitura de As Feiticeiras de East End, não só por se tratar de bruxas mas por ser escrito por uma autora muito famosa, da qual esse foi o meu primeiro contato. Melissa de la Cruz já publicou muitos livros e é famosa pela série Blue Bloods - que aliás são citados nesse livro.

Baseando-se na mitologia nórdica a autora escreveu uma história incrível, com muitos dramas e mistérios que nos são apresentados aos poucos em meio à problemas mais comuns, de pessoas comuns. 


As três mulheres da família Beauchamp vivem há algum tempo na pacata cidade-ilha de North Hampton, em Nova York. Joanna é separada de seu marido, desde que foram condenadas à viver sem sua magia, com penalidade máxima para aquele que infringir essa regra. Uma mulher que tenta ao máximo manter suas filhas seguras e acalmar as dores de perder seu único filho quado foram acusadas.

Freya é uma bruxa bem impulsiva e intensa, sem medo de ser feliz é ela quem consegue inspirar coragem nas outras duas mulheres. Para que viver nas sombras quando se tem uma luz interior tão forte? Ela se apaixona imediatamente por Bran Gardiner e mesmo se conhecendo à apenas um mês, já estão com o casamento marcado. Mas quando ela conhece o futuro cunhado, Killian se vê numa situação muito complicada, é impossível tentar se afastar dele quando seu corpo e sua mente insistem em colocá-lo em todos os seus pensamentos. Logo ela estará entre a cruz e a espada - ou seria entre a forca e a fogueira? rs 
"Este é o início do fim - ela pensou. A primeira vez fora um erro, um ato impulsivo e súbito de uma jovem tola. Desta vez, ela já sabia... e ainda assim ela tinha sucumbido. Freya retribuiu os beijos ansiosamente e caiu de cabeça no abismo." pág. 167
Ingrid é a mais discreta e intelectual das três, quando perderam sua liberdade de praticar magia, cada uma escolheu algo ao qual se concentrar. E ela escolheu viver entre os livros da escassa biblioteca da cidade. Todos a reconhecem como sendo muito rígida quanto ao estado de conservação dos livros emprestados e não tem tempo para mais nada além de sua profissão. Mas o que será que era aquele aperto no coração quando o homem que pensava estar apaixonado por ela começa a sair com sua colega de trabalho? Ela estaria se apaixonando por aquilo que não podia alcançar?

As três tem seus próprios problemas pessoais, mas a autora conseguiu colocar os problemas mais sérios em foco e a mitologia foi colocada em quantidade suficiente para um primeiro livro de uma série, foi uma ótima introdução para tudo o que ainda tem para rolar. (mas confesso que não tenho muito conhecimento sobre a mitologia nórdica e pretendo consertar isso o mais rápido possível)
"Ela foi na frente, passando pelos cabides de casacos e peles e pela placa feita por ela que dizia: 'Procurando por Nárnia? Você está no Universo errado.'..." pág. 228 - achei muito engraçado essa citação...rs
O final do livro foi uma tremenda surpresa, todos os desfechos foram tão inesperados que eu cheguei a falar sozinha. (fazia algum tempo que não discutia comigo mesma sobre o final de um livro. Louca? Magina.) Jamais iria imaginar o que estava por vir e estou mais do que ansiosa para o próximo volume da série que já foi publicado no Brasil com titulo de O Beijo da Serpente

Livro super indicado para quem gostar de livros com feiticeiras e outras criaturas sobrenaturais, além de muita mitologia. E para aqueles que já leram a série Blue Bloods, alguns personagens aparecem no decorrer da história. Não sei dizer se são personagens que se destacaram nessa série pois ainda não a li, mas saber disso me deixou mais empolgada a conhecer Os Vampiros de Manhattan.


~*~


Existe um seriado baseado nessa série mas ainda não assisti nenhum episódio e por isso não sei dizer se é fiel à obra ou se segue outra linha de enredo. Mas agora estou ainda mais interessada em assisti-la e poder compará-la. Mais informações do seriado aqui.

Lançamentos previstos para Abril da Editora iD

Eu estava analisando as publicações previstas da editora iD e percebi que há vários programados para esse mês... talvez estes não saiam ainda em Abril, mas era o que estavam prevendo. Então confiram o que está por vir:

Lucy Beck-Moreau, tinha um futuro promissor como pianista. As pessoas a conheciam, reservas para seus concertos eram feitas com meses de antecedência e seu futuro parecia certo. E isso tudo antes dela completar 14 anos. Agora aos 16, acabou. Por culpa de perdas dolorosas e traições. The Lucy Variations é a história de uma menina que luta para recuperar seu amor pela música e por ela mesma, reencontra a alegria mesmo quando as coisas não saem como planejado. Porque a vida não pe uma performance, e todos merecem a chance de cometer alguns erros ao longo do caminho.

Kira Walker descobriu a cura para o RM, mas a batalha pela sobrevivência está apenas começando. Kira deixou East Meadow em uma busca desesperada para descobrir quem ela é. Que os Partials possuem a cura em seu sangue não pode ser uma coincidência — deve ser parte de um plano maior, um plano envolvendo Kira, um plano que poderia salvar as duas raças.

“Ela poderia salvar o mundo ou destruí-lo”
Evie Greene leva uma vida encantada, até que começa a experimentar alucinações terríveis. Quando um evento apocalíptico dizima sua cidade natal Louisiana, Evie percebe que suas alucinações eram realmente visões do futuro  e que ainda estão acontecendo.

O Inverno das Fadas por Carolina Munhóz


"Candidata a seguir os passos de Alexandra Adornetto e Cassandra Clare." - Revista Época, referindo-se às autoras de Halo e da série Os Instrumentos Mortais.

O Inverno das Fadas foi escrito por Carolina Munhóz - mesma autora de A Fada e Feérica - e publicado pela editora Fantasy - Casa da Palavra. Logicamente o livro nos leva ao mundo das fadas e de seus poderes, que na maioria das vezes são retratados como benéficos para a humanidade, sendo as fadas seres do bem. Mas nesse livro vemos que algumas fadas podem trazer muitos prazeres para os humanos mas com um preço terrível, do qual muitos morreriam para sentir.

No universo das fadas há um tipo especial chamado de Leanan Sídhe, essas fadas sempre se relacionam no mundo dos humanos, não apenas pelo prazer mas por necessidade, já que necessitam de sua energia para sua própria sobrevivência. Elas servem de inspiração para muitos artistas, não importa qual tipo de arte esses humanos que tem o prazer (será?) de conhecê-las conseguem chegar ao ápice do seu sucesso, muito dinheiro e fama é o que os aguarda, mas claro que tudo tem um preço. E esses humanos sortudos pagam com a vida, mas tudo dividido em parcelas. A vida vai se esvaindo aos poucos.

Sophia Coldheart é uma dessas fadas, mas não sente o mesmo prazer que todas as outras. Isso porque ela é diferente delas e tudo se confirma quando sua próxima vitima é William. Ele é um escritor de talento, mas precisa de um empurrãozinho para fazer sua carreira deslanchar e o encontra nos sonhos que tem com uma bela mulher e que o enfeitiçou ao ponto de todas as suas obras serem sobre esse ser sobrenatural.

Uma paixão entre presa e caçador acontece e Sophia fica presa em um impasse, seu amor por William pode matá-lo, mas se não continuar com o relacionamento quem corre o risco de morrer é ela. Muitas decisões devem ser tomadas pelas duas partes. Uma fada que sempre fascinou homens agora ficou fascinada por um simples mortal e um ser humano que tem como escolha viver uma vida simples e duradoura ou uma curta mas incrível e intensa?

Eu havia lido algumas resenhas sobre o livro e fiquei fascinada com a ideia de que o sucesso que alguns artistas tem, surgem de seres sobrenaturais e de que suas mortes trágicas sejam fruto desse preço a pagar. Há uma crítica à esse cenário, onde artistas se envolvem com o alcoolismo e drogas e acabam perdendo a vida jovens. Alguns são  bem conhecido por nós e sempre são lembrados quando esse assunto é tocado, como o lendário Kurt Cobain e o mais recente Amy Winehouse.

As referências modernas deram um toque final numa narrativa leve e descontraída, a autora soube manter um ritmo bom e a leitura fluiu bem. Mas devo salientar que a personagem principal não conseguiu me conquistar, eu lia mas não torcia para que tudo acontecesse as mil maravilhas para ela. Não sei explicar bem o motivo mas "meu santo não foi com o dela". rs

No final do livro há um lista de músicas do livro e fiquei encantada por tantas bandas e cantores ótimos escolhidos. A lista é bem variada e tem de cantores mais pop como Katy Perry, Nelly Furtado e The Wanted até bandas de rock pesado como Slipknot, System of a Down e Nirvana. Mas uma das músicas ficou como um marco do livro e acho que o definiu bem, confiram abaixo:


Essa leitura foi minha escolha de Março para o Desafio Literário 2014.

Lançamento - Editora iD

A editora iD divulgou seu próximo lançamento, do qual eu estava muito empolgada e ansiosa, que é Beta da autora Rachel Cohn - mesma autora de Nick e Norah, Pão-de-Mel, Princesa Pop, entre outros que já foram publicados no Brasil. 

Confiram um pouco mais sobre Beta, lançamento desse mês da editora iD:



Bem-vindo ao mundo perfeito!
Demesne é uma ilha paradisíaca. Seu mar cor de violeta é relaxante. O ar é o mais puro de toda a Terra. Os habitantes são ricos e sofisticados. Mas poucos são autorizados a fazer parte desse mundo privilegiado. Elysia ganhou essa chance. Mas ela é uma Beta, um clone criado a partir de uma matriz humana que precisou morrer para ela existir. Nasce com 16 anos, sem alma, sem lembranças, e com uma única missão: fazer companhia aos humanos, adultos e crianças. Mas, com o tempo, Elysia vai descobrir que é capaz de muito mais.

Músicas - Fever Ray


Eu já fiz um post aqui sobre essa cantora mas decidi refazer a postagem para indicar para vocês. Eu conheci depois de assistir a um dos meus filmes favoritos A Garota da Capa Vermelha, onde teve participação na trilha sonora com duas músicas: The Wolf e Keep the Streets Empty For Me. Desde então fiquei viciada em venho procurando mais e mais trabalhos dela.


No começo tive certa aversão por esta ser um pouco - muito - sinistra, mas só me foquei em sua voz e também no ritmo das suas músicas que me fizeram ficar tão viciada. Agora confiram algumas das minhas músicas favoritas:


When I Grow Up


Keep The Streets Empty For Me


The Wolf

E mais recentemente eu descobri uma nova série a partir de uma música (If I Had a Heart) que é a música tema do seriado Vikings (vou fazer uma postagem sobre ele também). Eu já gostava da música mas não esperava que fosse amar o seriado... mais um ganho de ser fã da Fever Ray. Confiram:



Bom, espero que possam conferir um pouco e quem sabe não se apaixonem como eu... mas fica registrado mais essa dica para vocês leitores.

Lançamentos de abril - Novo Conceito


A editora Novo Conceito está com ótimos lançamentos nesse mês de abril e trouxe alguns para mostrar para vocês. Confiram:

Quando alguém que você ama morre, as pessoas perguntam como você está, mas não querem saber de verdade. Elas buscam a afirmação de que você está bem, de que você aprecia a preocupação delas, de que a vida continua. Em segredo, elas se perguntam quando a obrigação de perguntar terminará (depois de três meses, por sinal. Escrito ou não escrito, é esse o tempo que as pessoas levam para esquecer algo que você jamais esquecerá). As pessoas não querem saber que você jamais comerá bolo de aniversário de novo porque não quer apagar o sabor mágico de cobertura nos lábios beijados por ele. Que você acorda todos os dias se perguntando por que você está viva e ele não. Que na primeira tarde de suas férias de verdade você se senta diante do mar, o rosto quente sob o sol, desejando que ele lhe dê um sinal de que está tudo bem.


 Um rapaz conhece uma menina e a menina se apaixona pelo rapaz – até aí, nenhuma novidade. Mas, com Sienna e Nick, as coisas não acontecem do jeito que costumam acontecer nas histórias de amor. Tudo bem que ela o achou superparecido com o Jake Gyllenhaal, seu ator preferido. E ele teve o maior frio na barriga quando viu aqueles lindos olhos azuis-escuros no metrô. Nada disso importa quando a gente está fechado para balanço. Ela é frágil... Tem tantos segredos. E ele não está a fim de nada sério. Engraçada e ao mesmo tempo triste, esta é a história de duas pessoas destinadas a não ficarem juntas... mesmo sendo a coisa que elas mais querem no mundo. 


Recém-casados, Holly e Tom se mudam para uma casa grande e confortável, onde ela espera esquecer de vez os fantasmas de sua infância problemática. O destino, contudo, lhe preparou uma surpresa, que se revela depois que Holly encontra um relógio lunar enterrado no jardim. O relógio oferece a imagem de um futuro que é ao mesmo tempo animador e preocupante: a visão de um lindo bebê nos braços de Tom... mas Holly, estranhamente, não aparece na visão. Em pânico diante da previsão, ela teme que um dia precise fazer uma escolha terrível: dar um filho ao marido, sacrificando sua própria vida... ou salvar-se e se esquecer para sempre da filha não nascida – a quem Holly já aprendeu a amar. 

Alyssa Gardner ouve os pensamentos das plantas e animais. Por enquanto ela consegue esconder as alucinações, mas já conhece o seu destino: terminará num sanatório como sua mãe. A insanidade faz parte da família desde que a sua tataravó, Alice Liddell, falava a Lewis Carroll sobre os seus estranhos sonhos, inspirando-o a escrever o clássico Alice no País das Maravilhas. Mas talvez ela não seja louca. E talvez as histórias de Carroll não sejam tão fantasiosas quanto possam parecer. Para quebrar a maldição da loucura na família, Alyssa precisa entrar na toca do coelho e consertar alguns erros cometidos no País das Maravilhas, um lugar repleto de seres estranhos com intenções não reveladas. Alyssa leva consigo o seu amigo da vida real – o superprotetor Jeb –, mas, assim que a jornada começa, ela se vê dividida entre a sensatez deste e a magia perigosa e encantadora de Morfeu, o seu guia no País das Maravilhas. Ninguém é o que parece no País das Maravilhas. Nem mesmo Alyssa...

Quem é a Livromaníaca?

Meu nome é Tielle, 27 anos, aquariana com ascendente em Gêmeos, amante dos livros e apaixonada por séries e filmes. Tenho minhas fases e dá para acompanhar minhas mudanças pelos anos que passei escrevendo para esse blog. Se não quiser perder mais nada continue comigo nessa jornada.

Facebook

Caixa de Busca

Facebook

últimas resenhas

Youtube


Categorias

Editoras Parceiras

Destaque

[TAG] 50% de 2019

Vários booktubers já responderam essa tag de meio de ano e fiquei muito animada para trazer ela aqui para o blog também. Essa tag con...

Filmes e Seriados

Newsletter

últimas análises

Instagram

Autores parceiros

Posts Populares

Arquivos

Link-me


Copyright

As postagens e fotos feitas aqui no Livromaníaca são de uso exclusivo desse blog. Caso seja postado alguma foto ou informação que não seja de minha autoria será devidamente sinalizado. Não copie nada sem a permissão da autora, lembrem-se que plágio é crime federal.

Estatisticas do blog

No ar desde: Set/2009
Feito por: Tielle Soares
Melhor visualização: Google Chrome
Tecnologia do Blogger.